A Teoria do Batom

Venda de batons cresce com o aumento do desemprego e crises financeiras

Venda de batons cresce com o aumento do desemprego e crises financeiras

Leonard Lauder, chairman da Estée Lauder – gigante da indústria de cosméticos que comanda marcas como Aveda, Clinique, Mac, Donna Karan, entre outras -,  criou o chamado “Índice batom”. A teoria afirma que pode-se avaliar a situação econômica de um país pelos números de venda de batom.

Como assim?

A explicação de Lauder é que em tempos de dificuldade ou crises financeiras, o consumidor recorre à compra de itens menos extravagantes, para não perder o gostinho dos “pequenos prazeres”.

Para comprovar, Noel Lim, da Kline & Co., pesquisou os índices de venda de cosméticos dos últimos 50 anos, e diz que, quando o desemprego e a insegurança aumentam, a venda de batons dispara. “A cada 1% de aumento no índice de desemprego, as mulheres gastam U$S 25 milhões a mais comprando batons”, afirma Lim.

Anúncios

2 Responses to A Teoria do Batom

  1. Gui... disse:

    Fato mais do que comprovado.

    Parabéns meninas.

    =)

    Beijomeliga!

    • Kathia Oliveira disse:

      hahaha eu sou uma testemunha disso! apesar de não comprar batom, busco itens baratinhos…
      Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: