Ida pode ser o elo perdido e as repostas que procuramos

fossil-ida-reuters

Fóssil batizado de Ida

Cientistas acreditam ter encontrado o elo perdido na evolução dos primatas superiores, como o homem.

Ida – nome dado ao fóssil – fora apresentado pelo prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, nesta terça-feira, no Museu Americano de História Natural. O fóssil está em ótimo estado, tanto que é possível ver sua pele e traços de sua última refeição.

Descoberta em 1980 na Alemanha, Ida fazia parte de uma coleção. Ela apresenta – segundo os cientistas que examinaram o fóssil -, características humanas, como unhas nos lugares de garras e polegar, formando uma espécie de ‘mão’ para agarrar as coisas. Concluíram [os cientistas] que se trata de uma nova espécie e a batizaram de Darwinius masillae. Jeanz Franzen, um dos pesquisadores que analisou Ida, disse que o fóssil não parece ser um ancestral direto do homem, mas sim estaria “mais para uma tia do que para uma avó”.

Há tempos o homem luta para descobrir a verdadeira árvore geológica da humanidade e – assim – responder questões inexplicáveis como: “De onde viemos?”, “Existiu Adão e Eva?”, “Como iniciou a criação?”.

Teses podem ser relevadas em aspectos filosóficos, religiosos e históricos. Mas, talvez, certas coisas não precisem ser explicadas. Talvez elas existam simplesmente porque necessitam existir.

Aceitar sem questionar, viver sem saber. Podemos não estar preparados, ou apenas não encontramos a origem da vida. Prefiro continuar com minhas crenças a enlouquecer sem elas.

Fonte: BBC Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: