Conto de um esquecimento

Esquecer as coisas é muito ruim e – em alguns casos –, constrangedor. Com certeza era quinta-feira, ou seria sexta-feira?Na maior distração, corria para pegar o fretado e, tentar, não chegar atrasada na faculdade. Ouvi, vagamente, alguém dizer meu nome. Ventava. Hesitei [talvez pela confusão do vento]. Achei ser um delírio, acontece. Ouvi novamente.

-Olá, quanto tempo Nitya, como você está?

Aquele rosto me era totalmente familiar, mas de onde? De onde eu a conhecia?

-Oi! Nossa, realmente, muito tempo.

De súbito lembrei-me. Ensino médio, escola, uma garota da antiga sala de aula. Pronto!

Mas, e seu nome? Bendito, qual o nome dela?

A conversa mal começara e senti que era hora de terminá-la:

-Desculpe, mas tenho que ir, senão perderei o ônibus para a faculdade! – eu estava sempre sorrindo ao falar, creio que disfarça.

-Oh, claro. Vamos marcar algo para colocar o papo em dia, certo?

-Claro, claro, até mais.

-Até.

Ainda não me lembro do nome. Nem de nenhuma outra característica familiar.

Esquecer algo é complicado. Quando quer se lembrar, esquece. Quando quer esquecer, se lembra. Quem nunca passou uma semana com aquela mesma música na cabeça, remoendo-o. Ou tentou, incessantemente, lembrar o nome daquele ator que adorava na infância?

Sair de casa tornou-se uma tortura. Abre a porta. Põe a chave no trinco. Para. Pensa: “luz apagada, janela fechada, roupa recolhida, óculos na bolsa, cartão de crédito no bolso. Tudo certo.”

Não inventaram ainda a fórmula da lembrança? Se inventaram, me esqueci.

Ainda bem que – em casa – ainda consigo controlar meus esquecimentos.

nitya

P.S. Lembrar de postar conto no blog

 

Anúncios

3 Responses to Conto de um esquecimento

  1. Matheus disse:

    Nossa, é bem verdade msm…rs
    Qd quer lembrar de alguma coisa, aí que parece que ela desaparece…
    Eu também tenho um sério problema de memória.
    Eu passava tanta vergonha quando meus pais me chamavam e diziam: “Lembra dessa pessoa?”…e a resposta era sempre a mesma: “Não”…que vergonha…
    Muito legal o conto Ni, parabéns…e continue que está muito bom o trabalho…
    Parabéns

  2. Thaís disse:

    Putz….sempre faço isso gente.
    Ainda que nesse conto vc lembrou que era da escola (ainda bem que sou da escola e que vc se lembra de mim…rs), mas e quando você não faz nem ideia de quem seja aquela pessoa que até conversa por uns minutos e vai embora sem saber quem ela era….kkkkkk..e mais, passa os dias e vc continua não lembrando…rs..acontece né!

    Ni…parabens e muito sucesso em seu blog e sua carreira. Adorei

  3. Kathia disse:

    Hahahaha passei por isso ontem… Encontrei um professor que me deu aula na faculdade, mas eu não lembrava o nome dele… Foi meio chato…
    Adorei o texto.
    BJs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: