Douglas

Crianças brincando na praia de castelo de areiaMe lembro dele como se fosse ontem. O Douglas era um bonito menino de 7 anos, tinha os olhos castanhos e grandes, e um cabelo incrivelmente loiro. Ele era um dos mais espertos da turma. Sempre que via um cavalo na TV, gritava “seguuuuura peãooooo”, e todos caíam na risada.

Ele morava numa rua em frente a uma praça, ao lado da casa da minha avó. Vez ou outra, pegávamos um papelão e descíamos escorregando o pequeno morro que separava duas ruas: a rua da minha avó e a rua da “diversão”. Assim a chamávamos por causa de um enorme escorregador e dos balanços que existiam lá. 

Lembro da vez que fomos para a praia juntos. Acho que eu tinha uns 5 anos, e ele, uns 6. Brincávamos de fazer castelos na areia, quando ele começou a passar mal.

Depois de um tempo perguntando para a minha mãe, ela finalmente me disse que o Douglas estava internado em estado grave no hospital. Eu, no alto dos meus 5 anos, pensava que só adultos ficavam internados.

– Mãe, mas o que ele tem? – Insisti.

– Leucemia, filha. Mas reza para ele ficar bom logo – disse minha mãe.

Eu nem imaginava o que era leucemia. Para mim, era algo como anemia, e se ele comesse fígado, ficaria bom. Fui visitá-lo no hospital. Ele dormia feito um anjo. Mas seu rosto era pálido, e seu lindo cabelo loiro havia desaparecido.

Após muito sofrimento e luta contra o câncer, o Douglas morreu. Ele tinha 7 anos. Eu achava que só adultos podiam morrer. Ao olhar para a nossa foto brincando na praia, eu tinha certeza de que um dia ele voltaria, e iria terminar de construir o castelo comigo.

Já faz um tempo que ele se foi. Uns 14 anos, eu acho. Mas ainda lembro dele como se fosse ontem. Olho para a praça, hoje, dominada pelo mato alto e pelas pichações. E me lembro da gente descendo o morro em cima do papelão, que um dia foi uma caixa de geladeira, para a loucura de nossas mães. “Seguuuura peãooooooooo”.

Uma resposta para Douglas

  1. Nitya Rios disse:

    Lindo, lindo, lindo! Minha priminha teve leucemia na infância, graças a Deus e ao esforço de toda a família, hoje ela é uma forte, irritante e levada prima, com seus 16 anos. Tem coisas que acontecem e ninguém sabe explicar!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: