O que fazer com os ex-amigos?

Vocês estudaram no pré juntos. Foram para a primeira série juntos, compartilharam a comidinha que a mamãe colocava na lancheira da Barbie, ou do Tom e Jerry.

Quando você deu o primeiro beijo, seu melhor amigo de infância foi o primeiro a ficar sabendo. Vocês viveram muita coisa juntos, foram pro Hopi Hari, pro shopping, pro cinema, andaram de metrô pela primeira vez juntos. Quantas vezes você chorou nos ombros dele?

Ele sabia da sua paixão louca pelos Backstreet Boys, pelo Menudo ou New Kids on the Block. Estava sempre na sua casa, nos churrascos e aniversários da sua avó.

Aí chegam as(os) namoradas(os), a faculdade, o trabalho. Vocês estão cada vez mais distantes, o contato é raro. E vem o fatídico dia: depois de muito tempo sem se ver, vocês se encontram e… Não têm mais nada em comum.

Isso acontece com todo mundo, o tempo todo. Você foi trabalhar, ele preferiu o cursinho. Você começou a frequentar raves e baladas; ele preferiu ficar em casa. Você conheceu muita gente, entrou pra faculdade e ele foi estudar em outra cidade.

É muito difícil aceitar esse tipo de mudança. Como uma pessoa que esteve tão presente em sua vida pode mudar assim? Mas a questão é: você também mudou.

Naquela época, tudo parecia ser muito difícil, mas no fundo, era tudo mais fácil. As brigas eram resolvidas com um famigerado “belém, belém, nunca mais tô de bem…”, e geralmente tudo acabava bem, numa troca de Tazos ou figurinhas raras.

Hoje vocês pensam diferente, ele virou ativista do Greenpeace e vegetariano, e você não dispensa a picanha da churrascaria. Onde vocês irão comer agora? Que filmes irão assistir? Sobre o que vão conversar ao se reencontrarem? “Oi, quanto tempo, vamos marcar de sair?”.

Diferente de namoro/noivado/casamento, não se termina uma amizade. “Então, eu estou confuso, preciso de um tempo pra mim”, ou “estou sufocado, você está me matando com esse ciúme!”. Ou ainda: “te vi no shopping com outro amigo, você me traiu, está tudo acabado entre nós”.

No fundo no fundo, as amizades nunca têm um ponto final. Elas possuem no máximo um ponto e vírgula. Vão sumindo, sumindo, até se tornarem boas lembranças, perdidas em algum lugar do passado.

Anúncios

6 Responses to O que fazer com os ex-amigos?

  1. Laurye Borim disse:

    AMEI o texto
    É teu mesmo?? Se for, já pode começar a escrever um livro rsrsrs

    “te vi no shopping com outro amigo, você me traiu, está tudo acabado entre nós”.
    IAMGINE A CENA!! Adorei.
    bjo

    • Kathia disse:

      hahahaha é meu sim… Sabe, é mais fácil escrever quando os textos vêm de experiências próprias…
      Bjs e obrigada!!! =)

  2. Nitya Rios disse:

    Kathiaaaaaaaa, como vc lembrou dos tazos?
    kkkk, Lindo…um sensibilidade magnífica. Parabéns.

  3. Juliana disse:

    Bah… é o que aconteceu !

  4. Débora disse:

    Engraçado ,ja me fiz essa pergunta muitas vezes e ainda faço.E penso exatamente assim a respeito dos meus ex-amigos,voce me traiu tem um novo melhor amigo.ai que triste.kkkkkk,mas excelente seu texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: